HOME QUEM SOMOS EVENTOS MANUAL DO PET VIAJANTE CLASSIFICAÇÃO CLUBE 4 PATAS LOJINHA CONTATO
 
Novidades
Arquivo
Dono é "adestrado" para levar cachorro aos restaurantes

O restaurante é francês, um dos donos é francês, o no­me é francês e, a partir de agora, o hábito dos clientes também segue à francesa.

 

No último domingo, o bis­trô Blés D'Or, em Moema, reuniu um grupo de donos de cães para "adestrá-los" e dar dicas de etiqueta para que seus cachorros também pas­sem a frequentar o lugar.

 

Cena comum nos bistrôs de Paris, cada vez mais res­taurantes de São Paulo têm aberto as portas --alguns até o cardápio-- para cachorros sentarem à mesa.

 

A cartilha começa em ca­sa: jamais dar comida huma­na aos animais, mesmo que façam aquela cara de cachor­ro pidão, e não permitir que eles entrem na cozinha.

 

"O cão que pede comida é o que cão que recebe comida. O dono precisa ter bom sen­so, como não levar cachorro que late, agressivo, isso deve ser avaliado", diz Daniel Sve­vo, veterinário e consultor de comportamento animal.

 

A presença dos bichos está amparada na lei da cidade, mas nem todos os restauran­tes são obrigados a recebê-los. Abre as portas para os cães quem quiser.

 

E, ao abrir, tem de seguir as regras da Vigilância Sani­tária: 1) área específica para clientes com cachorros, co­berta e arejada; 2) ponto de água para limpeza; 3) empre­gado exclusivo para faxina que não manipule alimentos.

 

"Houve uma discussão muito intensa na prefeitura sobre a presença de cães nos restaurantes. Tem gente que não gosta ou tem medo, não se pode impor a presença do animal para quem não quer", diz a veterinária Evanise Se­gala, subgerente de alimen­tos da Vigilância Sanitária.

 

"Temos de mostrar o certo e recompensar o certo. Tiro o cão da mesa e aí o recompen­so quando ele estiver com as quatro patas no chão", ensi­na o consultor de comporta­mento animal Denis Martin, o adestrador dos donos.

 

FARO

 

"Ando muito pelo bairro, mas foi o Brownie, atraído pelo cheiro dos outros cães, quem descobriu esse restau­rante", diz o engenheiro Ale­xey Bolfaine. De tanto fre­quentar o bistrô, ele, a mu­lher e o golden retriever são amigos de todos os garçons.

 

"Isso é muito comum em Paris. E como meu restauran­te é francês, quis trazer o mo­delo. Moema tem muitos ca­chorros e os donos são clien­tes fiéis", diz Humberto Lei­te, dono do bistrô Blés D'Or. Na porta, uma placa dá o avi­so: aqui seu cão é bem-vindo.

 

"É importante observar bem o cachorro para não o deixar comer objetos estra­nho", diz a tratadora Raquel Hama. No dia do "adestra­mento" dos donos, um dos cães comeu um pedaço de ro­lha e foi parar no veterinário.

 

Na lista de outros lugares simpáticos aos cães, o Sassá Sushi, no Itaim Bibi, adotou um cachorro abandonado. O cão não só era alimentado como também ganhou uma casinha em frente ao restau­rante. Há pouco tempo foi atropelado e morreu.

 

O Farfalla, nos Jardins, aceita animais comportados no salão e prepara até um carpaccio de carne para eles.

 

 

MANUAL DE ETIQUETAS CANINAS

 

O seu cão certamente se sente lisonjeado em ver o quanto você valoriza a companhia dele. Mas antes de colocarem as patinhas em algum local público, é preciso que você saiba como ambos devem se comportar para que sejam sempre bem-vindos:

 

ü  Antes de mais, para que tenham os direitos respeitados, devem ser os primeiros a dar o exemplo;

ü  Socialize-o. A convivência com outras pessoas e animais é fundamental para a boa educação e locais públicos exigem cães socializados;

ü  Antes de levar o seu pet a qualquer estabelecimento, certifique-se de que a presença dele será permitida;

ü  Esteja de acordo com as normas da “boa convivência”. Conheça e respeite todas as restrições e políticas estabelecidas por cada estabelecimento ou local. Assim, os animais de estimação serão sempe bem recebidos;

ü  Ensiná-lo alguns comandos básicos de obediência não é tão difícil quanto parece. Se ele aprender como sentar, deitar, ficar, não latir, não rosnar, não pular nas pessoas, não procurar encrenca com outros cachorros e permanecer tranquilamente ao seu lado, o passeio será muito mais agradável para vocês e para os outros;

ü  Nos restaurantes, mantenha-o junto à sua mesa, longe das mesas alheias e dos garçons. Veja bem, junto e não em cima da mesa ou das cadeiras! Ah, e se for atar a guia dele em algum local, nunca utilize os pés das mesas pois ele poderá arrastá-la facilmente e aí já viu o desastre, né?;

ü  Ainda nos restaurantes, traga ospróprio utensílios do seu animal ou solicite ao garçom copos ou pratos descartáveis. Não permita que ele utilize a louça do estabelecimento;

ü  Algumas pessoas podem ter medo de cães, ainda que ele seja manso. Há também (acredite!) quem não goste de animais. É preciso compreender e respeitar. Por isso, não permita que ele se aproxime de alguém, ainda que seja para dar umas boas lambidas…a não ser que seja chamado;

ü  E, se ele for anti-social, ciumento ou simplesmente se assuste com estranhos, avise aos que tentarem se aproximar. Quando se tratar de crianças, dobre a atenção pois, como são mais atrevidos e curiosos, os pequeninos podem ter atitudes como enfiar o dedinho no olho ou puxar o rabinho. E aí, ele pode reagir. Ninguém é de ferro, né?;

ü  Se mesmo com todos os cuidados e precauções, ele ferir ou arranhar alguém, assuma os cuidados com a vítima. E, nesse caso, é sempre bom ter a carteira de vacinação em mãos para comprovar que estão em dia com a saúde;

ü  Não grite. Ele, como todos os cães, possui a audição aguçada e pode responder ao seu comando facilmente. Basta que você o mostre a sua autoridade no tom da sua voz e não no volume.

ü  Conduza-o sempre na guia, mesmo que ele esteja acostumado a te seguir ou andar ao seu lado. Permita que ele circule livremente somente em locais cercados ou sinalizados e destinados para tal. E, mesmo neste locais, não se descuide. Ele também deve usar sempre coleira e, se a raça for determinada por lei, também deve usar a focinheira e o enforcador;

ü  Mantenha-o sempre sob a sua supervisão. E, se outro peludo surgir, mantenha-o a uma distância segura ou fique atento pois nunca se sabe como vão reagir;

ü  Leve o seu amigão para fazer as necessidades, fora dos estabelecimentos e recolha sempre a sujeira “produzida” por ele. Leve saquinhos plásticos e, se possível, jogue água onde ele fiz xixi para não deixar o cheiro forte. Essa, além de uma obrigação prevista em lei é também uma questão de saúde pública já que as fezes dos cães podem transmitir doenças;

ü  Mantenha-o bem tratado, limpinho, cheiroso e saudável. Ele devo tomar banhos frequentes, não ter pulgas ou carrapatos, estar vermifugado e ter as vacinas em dia. Além de ser um direito do animal previsto por lei, receber tratamento adequado é condição mínima para conviver em sociedade;

ü  Seja responsável por quaisquer incidentes ou acidentes causados pelo seu pet.

ü  Se ele for um cão de guarda, um cão agressivo, uma cadela no cio ou estiver doente, nem precisa dizer que o melhor é se divertirem em casa, né?

 

Veja outros restaurantes e bares pet friendly em São Paulo:

 

BARES

Bar do Luiz Fernandes

Rua Augusto Tolle, 610 - Santana

(11) 2976-3556

www.bardoluizfernandes.com.br

Aceita somente pets de porte pequeno, na área externa do

 

Bar do Magrão

Rua Agostinho Gomes, 2988 - Ipiranga

(11) 2061-6649

www.bardomagrao.com.br

Aceita somente pets de pequeno porte, nas mesas da calçada.

 

Bar Sachinha

Rua Pascoal Vita, 208 – Vila Madalena

(11) 3815-0809

www.bardosacha.com.br

Aceita somente pets de porte pequeno, na área externa do bar.

 

Captain Cook Burger

Rua Pinheiros, 953 – Pinheiros

(11) 3031-7265

Aceita pets somente na área externa do bar.

 

Central das Artes

Rua Apinagés, 1081 - Sumaré

(11) 3865-4165

www.centraldasartes.com.br

Aceita pets em um lugar separado das mesas, ou seja, o estabelecimento adapta um lugar para que você possa ficar com o seu companheirão.

 

Cervejaria Patriarca

Rua Mourato Coelho, 1059 - Vila Madalena

(11) 3816-2280

www.cervejariapatriarca.com.br  

Aceita cães de qualquer porte, somente na área externa do bar e devem ser mantidos na guia.

 

Espírito Santo

Avenida Horácio Lafer, 634 – Itaim Bibi

(11) 3078-7748

www.barespiritosanto.com.br

Aceita pets somente na área externa do bar.

 

Porto Luna

Rua Tabapuã, 1417 - Itaim

(11) 3071-2878/3071-2879

www.portoluna.com.br  

Aceita pets somente na área externa do bar

 

RESTAURANTES

 

Frutaria São Paulo

Rua Hélio Pellegrino, 100 – Vila Nova Conceição

(11) 3846-1124

www.frutariasaopaulo.com.br   

Aceita pets de qualquer porte ou raça, mas somente no lounge externo.

 

Gardênia Restô

Praça dos Omáguas, 110 – Pinheiros

(11) 3815-9247

www.gardeniaresto.com.br

Aceita pets somente na área externa do restaurante.

 

Konstanz – Choperia e Restaurante

Avenida Aratãs, 713 - Moema

(11) 5543-4813 / 5041-0969

www.konstanz.com.br

Os pets poderão usufruir da área externa do estabelecimento junto à mesa do seu dono.

 

La Risotteria Alessandro Segato

Rua Padre João Manuel, 1156 - Jardim Paulista

(11) 3068-8605

www.segato.com

Aceita pets somente na área externa do restaurante.

 

Pão de Festa

Rua Araguari, 84 - Moema

(11) 5531-3823

www.paodefesta.com.br

Aceita pets somente na área externa do restaurante.

 

Pé no Parque

Rua Inhambu, 240 - Moema

(11) 5051-3376

www.penoparque.com.br 

Aceita pets de qualquer porte, somente na área externa do restaurante e devidamente mantidos nas guias.

 

Pibu’s Hamburguer

Av. Presidente Jucelino Kubitschek, 819 – Itaim

(11) 3845-4627 / 3846-5580

www.pibus.com.br

Aceita pets somente na área externa do restaurante.

 

Ruella
 Rua João Cachoeira, 1507 - Vila Olímpia

(11) 3842-7177

www.ruella.com.br

Aceita pets somente na área externa do restaurante.

 

Sabor Ibira

Av. Pedro Álvares Cabral, s/ nº - Parque Ibirapuera (ao lado do Planetário)

(11) 5539-2936

Não possui

Possui mesas somente na área externa ou atendimento no balcão, portanto acesso livre 100% para pets de qualquer porte.

 

 

Fonte: Folha. Com e Portal Turismo 4 Patas – restaurantes Pet Friendly e Pet Etiquetas

 

Compartilhe!
Facebook
Youtube
Twitter
Instagram
Eventos
Próximos Eventos
Eventos Passados
Classificação
O que é a classificação T4P
Categorias de Classificação
Newsletter
 
Apoios e Parceiros:
© 2013. Turismo 4 Patas
Home Quem Somos Eventos Manual do pet viajante Classificação Clube 4 Patas Lojinha Contato Termo de Uso
 
 
Exibir somente estabelecimentos com avaliações.